quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Minha blusa fechou!!!

Estou bem, relativamente bem, com minha auto estima inflamada, aquela sensação de borboletas no estômago.
Uma blusa que não fechava mais, entrou e fechou \o/, chorei de alegria, de saber que cada esforço vale a pena, que cada dia pode trazer uma recompensa melhor, estou aprendendo a não jogar a toalha, apreciando cada vitória, estou serena e menos preocupada com a vida, não tenho me ligado em números, acho que roupas falam mais alto, quando tua calça que não entrava, de repente entra e fica folgada, não há sentimento mais compensador, não há melhor sensação que o auto orgulho, que a vontade de mergulhar nos seus sonhos e aplaudir suas realizações.
Ontem me encontrei com o Rafa e ele me disse que eu estava maravilhosa, fiquei feliz, acho que ele notou que estou melhor sem ele...
estou me cuidando de novo e minha mãe me apoia nisso, me diz que preciso me amar também, estou tentando...
Arrumei meus cabelos, minhas unhas e continuo firme na dieta, quando os resultados aparecem isso nos motiva a continuar, eu tinha dado uma deslizada na semana passada, estava inchada e chateada por causa da tpm, mas não desisti pelo contrário eu prossegui,  pensei que um derrotinha não é o suficiente para desistir da guerra que travei contra a balança e assim tenho o feito...
Minha dieta tem sido basicamente fracionada de três em três horas, refeições leves que não ultrapassem 700 calorias diárias...
Tenho comido maçã, pedacinhos de manga, banana com canela, leite, ovos cozidos, carnes brancas somente, arroz raramente, tomate, repolho, agrião, feijão e biscoitos cream creacker, quando bate aquela compulsão como 3 uvinhas passas ou duas azeitonas e muita água....

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Continuando com o foco.

Olá meninas, obrigada por todos os comentários, pois me incentivam a permanecer aqui e escrever mais e mais. Hoje não estou nos meus melhores dias de inspiração para escrever mas vamos ver no que vai dar, nem sei por onde começar...
Acordei chorando, sonhei que o Rafa flertava com uma outra garota e recebia o apoio da mãe, aquilo me doeu tanto, acordei com um grito estridente, parece que por mais que eu faça de tudo para esquece-lo meu corpo e mente não deixam...
Continuo na dieta, estou tomando o shake da línea ao invés de jantar, estou vendo o resultado nas roupas, mas hoje vou tomar um lax, tô com a garganta fudida mas bem, apesar disso, me sinto ponderada e motivada. Não almoço todos os dias, mas quando como procuro comer pouco e quando digo pouco é pouco mesmo, pois não estou ultrapassando as 700 calorias por dia, sendo que tem dia que eu feço com 400 calorias. Estou mantendo o foco apesar de domingo ser um dia depressível para mim, é o dia que a família te obriga a comer na mesa com eles, sendo que minha mãe só cozinha gordices ao domingo, mas não jantei, o que é ótimo!
Estou super ansiosa pois estou submetendo meu projeto de pesquisa, vou explicar mais ou menos como é, quase todas as faculdades possuem projetos que incentivam os estudantes a realizarem pesquisas científicas, na minha não é diferente, meu curso dura 10 semestres, e eu estava no 7° indo para o 8°, quando recebi a proposta da coordenadora do curso para realizar uma pesquisa, aceitei e realizei um projeto, que dentro do campus onde eu estudo foi um dos escolhidos para ganhar bolsa, só dois foram e o meu estava entre os dois, mas existe toda uma burocracia e eu estou passando por ela, existe a aprovação por parte do comitê de ética e da junta avaliativa da faculdade, espero que dê certo!
Basicamente é isso que esta acontecendo na minha vida, ainda não me pesei, quero tomar o lax e depois me pesar, espero não ter decepções...

Música: Landslide


Oh, mirror in the sky, what is love?
Can the child in my heart rise above?
Can I sail through the changin' ocean tides?
Can I handle the seasons of my life?


quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Time seems to move so slowly

Hoje eu fiquei feliz, apesar de estar na merda, ou não, talvez só eu mesma consiga ver essa merda toda, eu tô conseguindo emagrecer, entrei em um short tamanho 38, outro tamanho 40, e uma saia 40 também, pra quem estava usando 42 é uma vitória, uma derrota pra quem ja usou 36, mas uma grande vitória pra que um dia ja usou 46... Li hoje que o passado é uma roupa que não lhe cabe mais, e acho que isso se aplica a vários aspectos da minha vida, quase todos...
Números malditos, o meu peso eu não sei bem, nem quero saber por agora, quero curtir esse barato sem a preocupação de manter a balança abaixo dos meus pés...
Minha vida tem se organizado de forma progressiva, meu quarto esta arrumado, meus livros na estante, empilhados de forma metódica, títulos que eu nem pensava mais em ler estão separados para o principio do deleite a leitura, arranquei as fotos do mural na parede, aliás tirei o mural da parede, quero organiza-lo e coloca-lo lá de novo, só com fotos minhas, chega de dois, agora sou eu mais eu mesma, chega de amores por um tempo.
Tenho miado mais que o normal, acho que pra aliviar a dor, ontem mesmo foi assim, comi arroz com feijão, uma mistura de vegetais e frango com  molho branco, terminei, corri pro banheiro e lá toda a dor se dissipou, toda a comida descia pelo ralo da pia e meus olhos estavam cheios de lágrimas, mas eu estava completa, estava feliz de poder fazer aquilo, estava bem, estava calma, tranquila, chorava, aquele choro de lágrimas apenas, sem barulho, sem alarde, chorei e me senti bem, voltei a depressão de antes. Me sinto inspirada quando triste, o que é bom, pelo menos, a minha ótica, parece ser.
Meu quarto esta pintado, de rosa açai, com uma listra branca no meio, minhas roupas e sapatos organizados no guarda roupa, minha vida entrando no eixo, acho que foi bom me afastar daquilo que não me levava a lugar nenhum, ainda sofro, mas agora vejo, que sem fardos para carregar o percurso se torna mais leve e fácil...
Estou tomando chá de canela todas as noites, li que ele é termogênico e causa sensação de saciedade, no café da manhã como 3 biscoitos cream creacker, 1 copo de leite ou uma xícara de chá, no almoço, como 1 colher de arroz e carne ou outra proteína com bastante salada de alface, durante a tarde como uma fruta (maçã, pedacinho de manga, meia banana) não janto, tomo um copo de leite ou um chá com 3 biscoitos cream creacker, quando a fome bate forte eu durmo e tem surtido efeito, beber muita água também é ótimo :)
É isso por enquanto...
Música: The Killers - Here With Me

Don't want your picture on my cellphone
I want you here with me
Don't want your memories in my head, no
I want you here with me


quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

I hate like you.

Olá minhas leitoras, que buscam melancolia com um toque de culto ao corpo! Melhorei do drama vivenciado, vi que tudo na vida acontece por algum motivo, talvez até tenha sido pra que eu me olhasse no espelho e visse que preciso mudar, tanto por dentro, quanto e principalmente por fora. Me sinto borçal e prepotente quando chego aqui e digo que vou mudar e em menos de 2 semanas volto pra contar meus fracassos ridículos, mas é a minha vida, minha realidade e preciso mostrar...
Estava com a alto estima na sola do sapato, querendo ser levada pela morte, pensando em desistir, então recebi um convite de uma amiga pra ir até sua casa, chegando lá começamos a conversar, ela me tratou com uma doçura fora dos padrões, o que me confortou muito, até que em um determinado momento da conversa ela tocou meu rosto dizendo que eu era linda e deveria seguir minha vida, disse que não entendia como uma pessoa com tamanha inteligencia podia ter se interessando por um cara que não tinha nada pra oferecer, que muitas vezes olhou pra mim, mas não compreendeu meus planos, mas que na condição de amiga preferiu deixar que eu buscasse minha felicidade, pois pensou que eu sabia tudo que estava fazendo. A verdade é que eu não sei o que buscava, nem a moral de tudo, me desliguei do mundo, deixei meu corpo mudar, parece que a amargura se exteriorizou, tudo mudou, só não aquele velho hábito de girar em torno do rabo como um cachorro débil  meu Deus! Olho pra mim e vejo que nada mudou,  por mais que eu queira estar diferente ainda sou a mesma garota com planos medíocres, que deposita expectativas furadas em quem merece desprezo.
Mas nem tudo é só tristeza, gostava de um garoto na época da escola infantil, pensei que nunca mais fosse vê-lo, mas então ele me adicionou na rede social, ainda enquanto eu namorava, nunca tínhamos conversado, mas quando mudei meu relacionamento ele resolveu falar comigo, começamos a conversar e ele pediu para me encontrar. Como estou muito gorda, não queria vê-lo, mas ele insistiu, decidi que tudo bem. Nunca pensei que fosse demorar tanto para decidir qual roupa vestir, estava tão ansiosa, decidi que vestiria um vestido preto, com um sapato de salto, foi essa a roupa, arrumei meu cabelo, que por sinal já tinha muito tempo que não arrumava, me maquiei, fiz as unhas, tudo pronto, um frio na barriga e o medo de decepcionar as expectativas... Ele veio me buscar em casa, quando ele me viu e eu o vi, meu Deus, tinha esquecido como era flertar, ele não mudou em nada, o mesmo menino por quem me coração ja bateu forte um dia, continua da mesma forma, porém um homem, mas eu, minha nossa me sentia uma completa imbecil, uma gorda com sentimentos imbecis.
Ele me abraçou como forma de comprimento, elogiou meu perfume, tocou meu cabelo jogando para trás das orelhas e falou que eu estava linda, me senti tão bem, como a muito tempo não acontecia, me senti linda, ele quis me beijar e eu não deixei, a cada dez palavras que trocávamos, ele tinha o dom de cortar o assunto me deixando sem graça, dizendo que eu estava linda, tocando meu cabelo em ameaças de beijos, minha nossa, eu pensava, enquanto olhava pra ele, quanto tempo perdi, quanta vida joguei fora...
Não o beijei, achei que pareceria fácil de mais, também não senti aquela vontade imensa, talvez ainda sinta algo pelo outro, eu o odeio por isso, por ainda ser um fantasma, que atrapalha o andar da minha vida... O garoto da época de escola acabou de me ligar, pedindo pra me ver, falei que vou pensar... Eu sei que agora estou super animada para emagrecer, acho que faltava esse incentivo, alguém por quem você queira mudar, queira ser melhor, mesmo sem ter nada, alguém que você queira impressionar! ;)
Estou ouvindo Strawberry Gashes - Jack Off Jill 

A candle is lit, I see through her
Blow it out and save all her ashes for me