quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Tentando ser melhor


Estou fazendo exercícios e NF perdi dois quilos, nem vou contar qual é meu peso agora só posso dizer que estou a pequenos passos dos 60 de novo e depois dos 55...
Talvez se não me animasse tanto a idéia de estar em forma eu nem tentasse mais porém existe algo lá dentro que me diz que ainda vou conseguir e que talvez o problema seja minha própria força de vontade. É engraçado mas sinto que essa minha condição mesmo que eu não queira me afasta um pouco da vida ou talvez até das pessoas que amo mesmo sem que eu perceba acabo me colocando nesta situação e me sinto mal e feliz uma mistura meio nudibriadora talvez.
Queria tanto ser um pouco mais decente e não me importar somente comigo mas sou centrista mesmo quando não quero ser.
Um belo dia na faculdade e um certo dialogo:

a idiota: - Odeio aquela menina ela é uma filinha de papai, até a voz dela é irritante!

outra pessoa: - talvez se a conhecesse melhor, saberia que ela é muito diferente do que você julga!

Eu ouvi e isso me deixou mal...Ainda martela em minha cabeça o que sera que fiz pra irritar tanto as pessoas, para afasta-las mesmo antes de as te-las aproximado de mim?


Novidade: Só tomando água com gelo, se sentir fome mais tarde como uma bolacha!

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A dramática história de uma pequena bulêmica


Era uma vez uma garota que cansou de ser gorda começou a vomitar pois encontrava nesse meio sua unica válvula de escape, e além de se sentir bem com o interior começou a ver grandes resultados no seu exterior - ela começou a emagrecer- e com isso se sentia mais feliz.
Um dia ela decidiu criar um blog e percebeu que não existia somente ela no mundo mas milhares de garotas como ela, porém ainda faltava algo.
Ela traçou uma meta porém era tão triste tentar alcança-la, em meio a esse malogro de dificuldades ela resolveu dar um basta, parou por um tempo.
Então ela percebeu que sua vida podia até parecer feliz mas sempre faltaria algo, ela era incapaz de parar de vomitar, por mais que usasse drogas anorexigenas, não era capaz de forma alguma de parar de vomitar pois ao primeiro momento de pressão se encaminharia ao banheiro traçaria a forma mais rápida de botar pra fora tudo que a incomodava.

Essa é minha história descobri varias vezes de formas diferentes que não adianta querer acabar com isso pois ja esta infiltrado em minhas entranhas, sou dependente dessa doença pra viver sem ela não sou capaz de me sentir nem um pouco feliz...
Seria a perfeição quem tanto me tortura atrás de mais alguém para destruir, o pior de tudo é que quero tudo isso de forma inexplicável e inconformavelmente sou feliz assim. Talvez se não houvesse a malditra regra de que para ser feliz é preciso sofrer, eu ja estivesse muito completa e feliz mas como a regra é essa prefiro sofrer.

Novidade: Um Eliptico.

Humor: Por minhas palavras espero que sejam capazes de deduzir!