quinta-feira, 23 de outubro de 2008

O pensar pode não nos levar a uma conclusão mas a viajem será alucinante...

"A morte nos ensina a transitoriedade de todas as coisas."( Leo Buscaglia )


Percebi sem querer o quanto é duro ser Humano, quando nos deparamos com a morte damo-nos conta que a vida não passa de um pequeno fio frágil e sinuoso.


Sou uma pessoa dura comigo e com os outros não choro em público pois sei que isso mostraria algo que não quero, não é egoísmo, não quero que me achem fraca, porém hoje me comovi e chorei.


Uma colega de turma chegou com os olhos inchados e vermelhos, sem falar nada, uma menina que antes só se via sorrindo de repente perdeu todo seu brilho e toda sua essencial parecia ter se perdido na imensidão que se tornou a sala á entrada dela.


Sentou como se não houvesse mais ninguém e sua lágrimas escorriam pelo rosto sem parar. Todos querem, tentam, mas não possuem a capacidade de chegar e perguntar o que há de errado. O silêncio permaneceu e ela isolada num canto onde não haviam mais pessoas.


Então resolvi quebrar todo clima e perguntar o que houve, cheguei perto e como só sou colega perguntei se ela queria conversar, ela falou que não, eu a abraçei.


Então ela encostou no meu ouvido e falou: - Minha mãe morreu! Não sei o que farei da minha vida!


Foi tão estarecedor pra mim, que neste momento me veio a mente a imagem da minha mãe, então comecei a chorar.


Ela é filha única, morava com o pai e a mãe, leva uma vida confortável, não sabia fazer nada dentro de casa, pois sempre foi criada cheia de mimos, apesar de passar o dia com a empregada. Imaginem a mente desta pessoa, devem se passar mil coisas.


Foi um acontecimento que me fez pensar, pois a mãe dela era nova, cheia de vida e acabou morrendo de ataque fulminante.


Fui até o momento da morte de minha vó e lembrei da dor, uma dor anestesiante, não vertia sequer uma lágrima pois por mais que houvesse dor ela não saia, dois anos depois dentro de uma sala de psicólogo consigo chorar tudo aquil que não havia e confesso foi melhor por pra fora... Imagino o quanto foi dolorido e que apesar de estarmos cientes da existencia da morte não acreditamos que ela possa nos visitar.


Eu tenho medo da morte, não da minha pois descobri que temos medo da morte pois somos tão egoístas que não aceitamos que o mundo possa continuarsem nossa existência, mas possuo o medo de tê-la que presenciar, nunca consegui me imaginar sem mãe seria doloroso e cruel demais comigo, aliás creio que ninguém passaria bem por uma situação desta.


BjO Garotas♥


Fiquem firmes na dieta pois estou na minha, nunca imaginei estar tão feliz com meu peso, apesar da tristeza com os acontecimentos naturais da vida..

6 comentários:

Ana/Miia disse...

Lindo o que vc escreveu flor..
Sou filha unica, e minha mãe é simplesmente minha base, é tudo pra mim, e por ela eu morreria..

ah continuo no Nf, E FORÇA na sua dieta hein?:D
Beijos e até + ;***

Pariis disse...

cara,muito obrigada pelo apoio do blog...vcs não sabem o quanto me fazem beem...
quanto o texto,é lindo,e me identifiquei:prefiro morrer á chorar em publico.
beeijos
http://shejustwantstobeaskinnygirl.blogspot.com/

Josiele disse...

Nossa!!! Q bom q vc se preocupa cmg!
Vc foi a única q deu por minha falta ;)

brigada!
eu naum saio mais dos 63 kg ¬¬
E isso eh ruim, confesso! queria chegar ao 58 kg antes dos 18 anos, q serão no dia 19, agora, em novembro
Nossa! é tanto no q pensar!!

a morte da mãe d sua colega foi bem descrita por vc, eu li e fiquei pensando em como td eh tão efêmero
gostaria de poder fazer mais por mim mesma e pelas outras pessoas

a gente sempre quer arranjar um jeito pra td neh?
q bom q vc está d bem com seu peso, se vc tiver alguma dica d remédio, chá q emagreça, qualquer coisa que FUNCIONE, eu te agradeceria em me passar ;)

naum sou muito d fazer exercícios, e fico esperando as coisas acontecerem, naum adianta, naum consigo me mexer, ir a algum lugar, me distrair, eh quase como se naum existisse ninguém no mundo capaz d me livrar dessa gorda q sou T.T

bjs

e força!

Menina d'Luxo disse...

Ainda estou em estado de extase sobre o que escreveste. Mas nao podia ler e nao dizer nada.

Força querida.
Bjhos na pontinha do nariz

Lylla Ricci -All that I'm dying for, Alone disse...

Nossa , só de imaginar perder minha mãe eu já choro. Não quero nem pensar nisso. Já teve um época em que minha mãe ficou doente e eu pensei que ia perde-la, foi uma época horrivel mas Graças a Deus já passou.
A morte é a única certeza da vida, mas não quer dizer que estejamos preparados pra ela .
Obrigada pela dica ;) Acho que vou comprar Dulcolax mesmo ;)
Bjoss e mantenha a força ;*

Nyuu: disse...

Q triste... Tbm tenho medo da morte dos outros. Só de imaginar q vc nunca mais poderá ver aquela pessoa, ficar se remoendo com tds as coisas q deixou de fazer pra ela... é desconcertante. Essa menina pode nao ser sua amiga mas vc pode ajuda-la msm assim, tente mostrar q ela tem com quem contar, deve ser mto dificil pra ela conseguir se abrir sem desabar em choro...
=[